Pages

De Waking Life a Virada Cultural

Antes de mais nada, desculpem pelo sumiço, mais ainda porque o último post foi tão triste/confuso e mais uma porção de sentimentos que vêm acompanhados de uma notícia como aquela. Não foi por eu estar sem vontade de escrever que não vim aqui, mas na verdade não tinha achado nenhuma coisa legal pra compartilhar com vocês, então fiquei esperando acontecer alguma coisa antes de vir pra cá. Mesmo assim não aconteceu nada, HAHAHA Mas eu vim de qualquer jeito. E logo no começo, eu queria agradecer a todo mundo que me mandou mensagens por conta do post passado e dizer que eu estou bem, que eu estou calma e feliz, mesmo ainda pensando nele todos os dias. Acho que vai ser assim por um tempo, sempre que eu não pensar em nada, vou lembrar dele e pensar em como é estranho, surreal e triste que ele não esteja mais nesse mundo, fazendo piadas ou compartilhando seu sorriso. Mas ao mesmo tempo que vem isso, eu sempre tenho mais certeza ainda que ele está num lugar muito bom, zelando por todo mundo e fazendo ainda mais o que ele fazia aqui ♥ E só pra encerrar, pra eu não entrar nesse assunto DE NOVO, eu queria contar uma outra história rápida que aconteceu ontem.

Estava eu saindo da minha casa pra ir pra fisioterapia, porque eu tenho um probleminha nos joelhos que só fica pior porque eu faço dança (do Ventre e Tribal <3) e, como eu disse, não pensei em nada enquanto ouvia música e acabei pensando no Kazuno. Antes que eu pudesse sentir tristeza ou qualquer coisa assim, eu tomei um susto quando uma borboleta laranja apareceu DO NADA na minha frente, voando e indo para o outro lado. Até aí ok, continuei andando, virei a outra rua e quando o pensamento me veio de novo na cabeça, OUTRA borboleta laranja, saída do nada, cruzou a minha frente de novo. Aí eu comecei a achar muito estranho... mas continuei subindo a rua. Quando o pensamento da borboleta saiu da minha cabeça e eu voltei a pensar nele, eu juro, uma terceira borboleta passou voando do meu lado. Nessa hora eu pensei que ou algo muito único estava acontecendo, ou eu estava ficando louca, porque eu moro no meio de São Paulo, na zona leste, e não é nenhum jardim botânico, repleto de borboletas todos os dias, HAHAHA E nós nem estamos na primavera. Pra ficar ainda mais estranho, quando eu virei a próxima rua e atravessei, eu vi uma borboleta voando lá na frente. Totalmente sem acreditar, eu cheguei perto e ela era idêntica a todas as outras três, e ficou voando em círculos ao meu redor, quando eu parei pra olhar. São essas coisas, junto com o arco-íris que me fazem ficar realmente descansada quanto a isso. Podem me chamar de boba ou supersticiosa, a verdade é que mesmo não sendo a garota mais religiosa do mundo, eu sou muito espiritual.

Acredito muito em espíritos, em energias boas e más e especialmente em uma força maior que rege tudo, conhecido como Deus, Krishna, ou qualquer que seja a religião que as pessoas sigam. Acho que independente do nome que se dê, é um fato que pra mim quase dá pra tocar, de tanta fé que eu boto nisso. Nessa energia toda que move a terra e fazem as coisas acontecerem. Acredito muito em destino também. Aquela coisa que, de repente você pára e começa a pensar na sua vida e vê que tá tudo interligado, todas as pessoas que você conheceu, as pessoas que você conhece, todas elas estavam ligadas por uma teia quase invisível e você percebe que, seja mais cedo, ou mais tarde, você iria estar exatamente onde você está agora, porque todos os caminhos levam para um mesmo ponto. Não que a gente não tenha livre arbítrio, eu acho que a gente escolhe o caminho que a gente vai seguir e como a gente vai seguir. Mas alguns pontos da vida são inevitáveis, você só não sabe quando que vai ser, nem o que vai vir a seguir.

Eu acho isso demais, pra ser sincera. Toda essa coisa de energia. Eu sou apaixonada por isso e acho triste que o mundo tenha que ter milhares de religiões, quando todas elas falam basicamente sobre a mesma coisa. Por exemplo, nós temos o Reiki, que é maravilhoso e usa a energia do corpo como terapia, aplicada pelas mãos. Ao mesmo tempo, quando vamos em uma igreja católica, na hora de rezar o Pai Nosso, todos levantam as mãos, gerando a mesma energia, canalizando para as pessoas que a gente sempre imagina e de certa forma, fazendo a mesma coisa. Transformando a energia em matéria, em algo palpável que pode acontecer simplesmente a partir de uma idéia, da força de um pensamento. Como naquela teoria de mentes compartilhadas e pensamentos coletivos, que quando muitas pessoas pensam na mesma coisa, aquela coisa acaba acontecendo. Seja ela boa ou ruim, por conta de toda a energia que é focada para gerar aquilo.

Em uma animação que eu gosto muito, chamada Waking Life, eles tem um "capítulo" que só fala disso. Nele, eles contam que um grupo foi levado a uma caverna, sem nenhum contato com o mundo lá fora, para resolver uma porção de problemas e equações. Depois que esse grupo resolveu tudo, eles saíram de lá e outro grupo foi levado até a mesma caverna, resolver os mesmos problemas e as mesmas equações e o fizeram em metade do tempo, como se as respostas já estivesse lá, pairando no ar. Eu muito recomendo esse filme, para os interessados em centenas de teorias e explicações para o mundo dos sonhos, dos pensamentos e de uma porrada de coisas. Vou deixar o link do trailer, porque vale a pena assistir:

 

Okay, depois dessa conversa sobre a essência da vida (HAHAHA) vamos a algumas outras coisas! Esse final de semana está acontecendo a Virada Cultural aqui em São Paulo! Para quem não sabe, é um evento onde as ruas e praças da cidade sediam eventos culturais, como shows, teatro, dança, tudo de graça. Os transportes públicos funcionam a noite inteira sem parar, já que o evento vira a noite de sábado e dura até o domingo. Entre centenas de atrações, nós temos agora também a Dimensão Nerd, que vai apresentar Cosplay, com paradas e apresentações, Harry Potter, Senhor dos Anéis, Star Wars e Star Trek, batalhas campais medievais, desfiles e uma porrada de coisas, inclusive de Steampunk, cuja programação pode ser vista no Site da Loja SP, do Conselho Steampunk. Ano passado eu virei a noite na Dimensão Nerd e foi muito legal, apesar de alguns horários terem sido mudados e algumas coisas canceladas. Mas como era a primeira vez, provavelmente esse ano vai ser bem melhor e vai ter bem mais atrações. Infelizmente hoje eu não vou poder estar lá, como eu queria, porque festas de família me chamam, mas amanhã eu com certeza vou dar uma passada por lá, então quem sabe a gente não se tromba! E eu com certeza vou contar tudo aqui depois~

Fora isso, começarei a escrever em breve os contos que vou mandar para o concurso Steampink, da editora Estronho. Tomara que eles continuem abrindo concursos, que é uma oportunidade e tanto para quem quer estrear na carreira e ainda tem muito o que aprender, como eu. Ah sim, e se puderem, não esqueçam de visitar meu livro virtual do AoLimiar: http://rascunhosmanchados.aolimiar.com.br/

E é isso! Bom final de semana a todos, aproveitem! =*

2 comentários:

Onçana disse...

Ah Dana,esse lance da borboleta já aconteceu comigo: eu estava numa fila pra pagar contas, dentro das Casas Bahia, e do nada lá vem uma borboleta sobrevoando a minha cabeça! E o povo todo olhando(como se não fossem olhar a garota de cabelos rosa com roupa de oncinha.XD)
Eu dei uma pesquisada e descobri que contato com animais voadores em locais pouco prováveis pode ser uma comunicação com anjos ou mentores espirituais! =^o^=

PS:menina...vc também faz Dança do Ventre e mora na ZL! Wow...vou arrumar a minha toca e te convidar pra uma visita pra botarmos a fofoca em dia! XD
Khysses

Dana disse...

É mesmo? Não sabia que existia essa coisa de contato com animais voadores, nunca pesquisei sobre isso, mas faz bastante sentido se parar pra pensar. Que bom, eu fico feliz ^_^ Pelo menos esse tipo de contato espiritual é daqueles que faz bem, HAHAHA~

E você faz Dança também e mora pra esses lados? Olha só, demais, vamos combinar sim! ^_^

Postar um comentário