Pages

Etcetera e tal~

Nossa, finalmente! Não posso contar quantas vezes pensei em atualizar este blog, mas não conseguia arrumar tempo e/ou disposição para isso até hoje. Juro mesmo, até cheguei a escrever todo o conteúdo que eu iria colocar no post em um pedaço de papel para não esquecer, porque o mês foi passando e eu não dei nenhum parecerzinho aqui, me desculpem. Quem disse que era fácil conciliar trabalho com tentar ser escritora estava mentindo, viu? Ou falou só para animar. É difícil pra caramba arrumar inspiração para escrever, depois de ter um dia de cão no serviço, ou com fechamento de revista, que no caso é meu bicho papão várias vezes durante o mês (isso quando eu fecho mais de uma revista, informativos, etc...). Não que eu esteja reclamando 100%, afinal, pelo menos onde eu trabalho agora como designer, tenho horários de um ser humano comum e não preciso mais ficar até de madrugada no escritório. Mesmo assim, eu digo... não é piquenique nenhum, crianças, HAHAHA. Mas vamos ao que interessa, não é? ♥


Setembro já está no fim, mas foi um mês cheio de novidades, talvez por isso tenha passado tão rápido! Não vou me ater à ordem cronológica, mas primeiro quero falar da coisa que, pra mim, foi a mais feliz de todas:
Mais um conto meu foi selecionado para uma antologia ♥
Isso aí, depois de Steampink, logo logo vai ter mais um conto meu sendo lançado *_* Mas dessa vez, por incrível que pareça, não tem nada a ver com tecnologia a vapor. É um causo de terror que se passa na roça, com um garoto da cidade grande que decide não acreditar nas boas e velhas histórias do folclore brasileiro. Desde criança eu falo que com Curupira não se brinca não, hahahaha. A compilação de contos é da Editora Estronho, mais uma vez, e se chama "Quando o Saci Encontra os Mestres do Terror". A proposta é essa mesma, uma repaginada nas lendas e mitos do nosso país, com uma inspiração os grandes nomes que conhecemos. Eu me baseei em Stephen King, apesar de, claro, estar longe de ter o mesmo estilo que ele ou sequer tentar. É só um suspiro mesmo de quem curte um suspense psicológico, hahaha. De qualquer jeito, eu fiquei FELICÍSSIMA por entrar, porque eu realmente não estava esperando. Achei que tivesse entendido a proposta de um jeito errado, depois que eu terminei de escrever, e que a editora queria algo meio "Orgulho e Preconceito Zumbi". Só que, como eu já tinha feito, mandei mesmo assim mais por desencargo do que por esperança. Ainda bem que mandei, não é???? Quando eles publicaram os resultados e eu vi meu nome ali no meio (junto ao de outros autores conhecidos e parceiras do Steampink ♥) eu quase tive uma síncope, nem acreditei! Ainda não sei quando vai ser lançado, nem nada assim, mas mal posso esperar para ver as capas e as ilustrações que sairão! Lindo, lindo! Muito obrigada à Estronho, mais uma vez, por me deixar dar outro passo em direção ao sonho que eu busco ♥ Assim que eu tiver mais novidades, eu compartilho! 
E, pra encerrar o assunto, quero publicar a ilustração LINDA que a Mari (minha outra melhor amiga -sim, sou sortuda e tenho duas♥- que mora em Berlin atualmente) fez do meu conto! Eu ia publicar como capa no PDF do conto, quando eu tivesse certeza que ele não havia sido selecionado, mas mesmo assim, jamais devo desperdiçar. Cliquem pra ver grandão:



Ainda falando dos meus contos, semana passada eu finalmente terminei meu conto novo! ♥ Não lembro se eu comentei, mas faz tanto tempo que vale falar de novo. É um conto Transistorpunk, onde eu consegui, ainda bem, colocar um pouco de Japão! Tava na hora, né? Ainda não tinha conseguido fazer nada com o país que eu gosto tanto! E ainda, de quebra, consegui colocar também um outro que eu adoro. Mas, como eu ainda não ouvi falar nada desse projeto, vou ficar quieta e não dar spoilers, hahaha. Apesar de ter que fazer algumas alterações, eu estou ansiosíssima e não vejo a hora de abrir a minha bocona. Me aguardem ♥ Mwa-ha-ha-ha. Mas agora vou tirar umas férias de contos e, depois, voltarei ao meu livro. Vamos ver como fica tudo~

 E, por falar em livros, dia 22 de setembro agora eu fui na Martins Fontes, no lançamento de Kaori 2 da fofíssima Giulia Moon! Eu a conheci na Fantasticon e não posso dizer que poderia ter sido uma coincidência mais feliz ♥ Além de termos um monte de gostos em comum, ela é a vampira mais simpática da face da terra, hahahaha. Adorei ter ido no lançamento, ganhei autógrafo personalizado em kanji e tudo o mais! Mal posso esperar para começar a ler ♥

Ah é, ah é! E antes que eu me esqueça, porque vai saber quando eu vou atualizar o blog de novo, hahaha, o lorde Vahmp e sua milady irão realizar, no mês que vem, o primeiro workshop Steampunk aqui em São Paulo. Eu espero conseguir ir, por isso deixo aqui o convite a todos meus leitores. Para maiores informações, cliquem aqui para ver o banner com as datas, horários e materiais necessários!

Ok. Saindo um pouco do universo literário, nos dias 17 e 18 aconteceu também a Virada Esportiva aqui em São Paulo, onde eu e a Anne (a outra melhor amiga, HAHAHA, para quem não lembra dos posts passados) fomos contratadas pela prefeitura, junto com outros cosplayers, para animar o evento, tirando fotos com o pessoal e tudo o mais. Não me perguntem o que Cosplay tem a ver com esportes, skate, tirolesa e coisa e tal, mas foi bem divertido (tirando a noite de sábado, quando começou a colar a galera tensa no Vale do Anhagabaú). O pessoal se empolgou muito com a gente lá e tiramos rios de fotos, mas o mais legal mesmo era brincar com as crianças. Eu e a Anne fomos de cosplay de Harry Potter - o Sirius e o Lupin na era dos marotos - e foi a coisa mais fofa as criancinhas pedindo pra gente mandar beijo pra Hermione, ou perguntando se elas iriam receber a carta de Hogwarts também, hahaha. Como é maravilhoso ser criança, né? E ainda ter esse tipo de imaginação, antes do mundo consumir e te chamar de estranho, se você ainda tiver. Mas foi bem legal mesmo, valeu a canseira e a correria! 

Voltando mais uma semana ainda, no dia 11 de setembro aconteceu o inesquecível show do X Japan, aqui em São Paulo. Apesar de eu nunca ter sido fã da banda, apesar de também nunca ter desmerecido não apenas a importância que ela teve pra toda a história do rock /visual kei no Japão e o valor que ela tem até hoje, o show foi simplesmente INCRÍVEL. Foi impossível não chorar e não se emocionar com as músicas, com os solos LINDOS de piano e violino do Yoshiki e do Sugizo, de como eles homenageram o hide com Forever Love, Endlress Rain e bexigas vermelhas e amarelas e na simpatia de todos eles com o Brasil e o público. Apesar de ter ido em praticamente todos os shows de bandas japonesas aqui, geralmente a trabalho, posso facilmente dizer que esse foi o melhor DE TODOS. Um show com um palco incrível, uma platéia maravilhosa (tirando esse ou aquele incidente) e a própria maturidade dos caras, como artistas, que realmente encheu os olhos de brilho e lágrimas de alegria ♥ O show foi LINDO mesmo e eu espero poder vê-los de novo aqui no solo brasileiro, pro Yoshiki tomar bastante guaraná, hahahaha. ♥

E eu sei que o post já está enorme, mas eu preciso dizer! Da série de coisas que me emocionaram muito, na quarta-feira passada fui assistir Rei Leão em 3D. Posso dizer que esse filme foi o recorde, dos que me fizeram chorar. Assim que, na tela, o sol nasceu e a primeira nota da música africana tocou, eu já comecei a me debulhar na cadeira. Chorei TANTO na introdução que até solucei. Me emocionei demais, por todos os motivos do mundo. Por ser lindo, por ser Disney e por eu estar vendo no cinema, mais uma vez, depois de 20 anos, quando eu sentei numa cadeira muito parecida com aquela, com a minha turma da 1ª série do primário. Chorei o filme inteiro, ri o filme inteiro com as piadas que eu já sabia de cor, vibrei com cada luta como se fosse inédito, hahaha. E pra mim, não importa quanto tempo passe, Disney nunca vai perder a magia. Nunca mesmo.

Agora sim, já dei material para vocês lerem durante a tarde inteira, não é? Hahaha
Espero que tenham gostado e que eu consiga atualizar logo, da próxima vez!

Beijos de caramelo~

4 comentários:

Giulia Moon disse...

Ahhhhhhhh!!! Amei te ver lá, querida Miss Steampink! E o nosso encontro no Fantasticon foi mesmo iluminado. A gente se olhou... E soubemos que a gente se conhecia antes de se apresentar! Hahahahaha. Adoro seus posts, vê se escreve mais, viu?
Beigiucas gelados - mas carinhosos!

Cassia disse...

eeee, que delícia saber das suas coisas. eu ainda quero ler o steampink, que ainda não consegui. saudades!

Beronique disse...

Olá novamente Dana!

O post me atraiu primeiro pelo livro que novamente compartilhamos, do folclore brasileiro, mas depois acabei lendo o post todo, que é uma salada mista de eventos muito bacana!!

Mas falando do saci...
Ahaha, sabe o que eu entendi no começo? Que tinha que escrever uma história de saci! kkkkk, por isso demorei tanto p pegar no tranco (pq eu ñ queria falar de saci pô, rarara), só fui ler mesmo a proposta DIREITO uma semana antes de acabar o prazo e sentei o pau num conto sobre a Mula sem cabeça (minha lenda favorita) que também é a lá Stephen King! Já que era p escrever se baseando nos mestres do horror, que fosse no que mais me inspirou desde a adolescencia!

Eu tb não esperava participar o.O, eheh, mas como a idéia veio numa torrente, não dava p conter, e se não mandasse a consciencia ia pesar, né? ^^ Me surpreendi com a escolha do meu conto e fiquei muito feliz de estar entre vocês novamente!

Também espero ler em breve este e Steampink!

Abração e bom fds!

Verônica Freitas

Beronique disse...

P....esqueci de comentar que o desenho do conto ta foda de bom, babei!! Parabéns para a best friend que te presenteou com a ilustração!

Beju ^~

V.F.

Postar um comentário